fbpx

Networking: como essa prática pode ajudar a conquistar clientes

Realizar networking é trabalhar sua rede de clientes, colegas, parceiros, trocando informações relevantes com base na colaboração e ajuda mútua.

Essa troca ajuda a construir um relacionamento duradouro e é essencial para manter uma boa reputação com o passar do tempo. 

E você? Sabe como usar estratégia a favor do seu negócio? Pensando nisso, preparamos um post para auxiliá-lo nessa tarefa. Boa leitura!

Por que o networking é importante e como colocá-lo em prática

Cada vez mais, o espírito colaborativo do networking está se infiltrando nos ambientes de trabalhos tradicionalmente competitivos. 

Nesse sentido, o advento das Tecnologias 4.0 confirma: não importa seu setor de atuação, você deve priorizar o bom relacionamento e a troca de informações com o cliente para conseguir ter um diferencial positivo e alcançar a fidelização.

Em operações intensivas em conhecimento, em que o diferencial é o serviço e atendimento prestado ao consumidor, o networking se torna essencial para conquistar clientes satisfeitos.

Porém, cuidado! Sem uma boa organização, é muito fácil de esquecer clientes que não se fazem ouvir de maneira mais incisiva, o que pode gerar falsas prioridades na sua rede. 

Por isso, existem empresas especializadas que realizam programas de rede de referência de marketing boca-a-boca estruturado, através de eventos e do desenvolvimento de conteúdos.

Assim, parceiros e colaboradores recomendam-se mutuamente gerando novas fontes de receitas.

Portanto, fique atento a parcerias para realizar o seu networking de uma forma sustentável, informativa e consistente e siga as dicas que listamos a seguir:

  • Deixe de lado a timidez e reconecte-se com clientes antigos. Fortaleça sempre a sua base, afinal, é nela que está construída a sua casa; 
  • Lembre-se: construir networking não significa apenas distribuir cartões e apertos de mão! É preciso realmente estabelecer relações e compartilhar dos mesmos interesses;
  • Escolha uma plataforma amigável aos seus clientes. Que redes sociais eles frequentam? Otimize a sua entrega de informação.

    Você pode estar postando conteúdos maravilhosos no LinkedIn, mas, se seus clientes estão em peso no Instagram, por exemplo, de nada adiantará;
  • Crie conteúdos pertinentes às necessidades específicas dos seus clientes. Dessa forma, a geração de valor por interação cresce exponencialmente.
  • Realize um mapeamento de horários com um maior fluxo de clientes nas plataformas escolhidas para suas interações;
  • Mantenha uma presença ativa nas redes. Monte uma agenda e seja consistente.

    Para isso, utilize ferramentas de postagem e agendamento de mídias sociais. Aplicativos como Promo Republic, Hootsuite, Buffer, TweetDeck e CoSchedule podem ajudá-lo (e muito!);
  • Não veja seus colegas de profissão como concorrentes. Eles fazem parte da sua rede e, em colaboração, vocês podem se beneficiar de uma maneira que sozinhos nunca conseguiriam;
  • Saiba se expressar bem em público. Entenda a hora de falar e de ouvir e evite tecer críticas a outras empresas e pessoas, por exemplo. Isso poderá afetar negativamente a sua reputação;
  • Compartilhe suas conquistas. Mostre, através das redes sociais, que você é uma pessoa que está constantemente buscando se atualizar e melhorar profissionalmente. 

Isso agregará ainda mais valor ao seu negócio ou marca. 

E então, gostou das dicas para colocar o networking em prática? Esperamos que sim! Não deixe de acompanhar nossas outras postagens do blog. Até a próxima! 

Consulta com angiologista: 10 perguntas para fazer

Em uma consulta com angiologista, são tratados problemas referentes ao sistema circulatório, o qual compreende as veias, artérias e vasos linfáticos. Esse especialista é responsável por realizar o diagnóstico de enfermidades vasculares que não necessitam de intervenções cirúrgicas. 

Geralmente, esse tipo de profissional é bastante procurado por pacientes que buscam tratamentos para varizes e vasinhos, os quais são identificados mais facilmente por serem visíveis e estarem relacionados à questão estética.

Desse modo, o angiologista poderá tratar tanto de doenças já existentes quanto indicar métodos a fim de preveni-las, como uma alimentação balanceada, uso de meias de compressão e medicações específicas, por exemplo. 

Angiologista x Cirurgião vascular: qual a diferença?

A principal diferença entre as duas especialidades está relacionada ao tipo de tratamento que realizam. O angiologista, como já dissemos anteriormente, utilizará tratamentos clínicos para cuidar de enfermidades que afetam o sistema circulatório.

O cirurgião vascular, por sua vez, poderá fazer intervenções mais invasivas, como laser, radiofrequência e cirurgias convencionais. 

Vale lembrar que nem sempre é fácil distinguir qual dos dois especialistas será o mais indicado para cada caso, uma vez que é necessária uma avaliação detalhada do quadro individual do paciente. 

Há, ainda, a possibilidade de que ambos os profissionais trabalhem em conjunto com o intuito de definir as melhores e mais eficazes soluções para a doença em questão.  

Quais os tipos de doenças tratadas pelo angiologista?

Embora os problemas mais comuns sejam as varizes, há uma infinidade de outras doenças que podem ser tratadas por um angiologista, entre elas:

  • Vasculite
  • Acidente vascular cerebral (AVC)
  • Síndrome de Raynaud
  • Arteriosclerose
  • Linfagite
  • Fístulas arteriovenosas
  • Aneurisma arterial
  • Pé de diabético
  • Embolia pulmonar
  • Insuficiência vascular cerebral
  • Trombose venosa profunda
  • Neuropatia diabética
  • Doença venosa

Em que casos devo procurar um angiologista?

Como muitas dessas doenças não são necessariamente visíveis, é preciso ficar atento e procurar um médico ao sentir quaisquer dos sintomas elencados abaixo:

  • Dor ao caminhar;
  • Câimbras;
  • Sensação de peso nas pernas;
  • Dormência nas panturrilhas;
  • Veias com coloração azulada ou arroxeada;
  • Coceira crônica;
  • Inchaço nos tornozelos;
  • Cansaço excessivo nos membros inferiores;
  • Sensação de formigamento;
  • Sensação de queimação na planta dos pés e pernas.
  • Alteração de temperatura.

Quais perguntas devo fazer na consulta?

Sabemos que muitas dúvidas surgem frente ao diagnóstico de uma doença. Sendo assim, preparamos algumas perguntas que poderão guiá-lo no momento da consulta:

  1. Quais os tratamentos mais acessíveis para o meu caso?
  2. Em minha família há histórico de doenças vasculares. Quais precauções devo tomar?
  3. Quais hábitos posso mudar para ter mais sucesso em meu tratamento?
  4. Como meus resultados se comparam ao que é considerado “normal”?
  5. Que tipo de atividades devo evitar?
  6. Quais os gastos que terei durante o tratamento?
  7. Em quanto tempo conseguirei perceber os resultados?
  8. Ganhei peso nos últimos meses, isso pode ter alguma relação com o diagnóstico que recebi?
  9. Quais efeitos colaterais podem surgir no decorrer do tratamento?
  10. Quando deverei retornar para a próxima consulta?

Lembre-se, quanto mais cedo for realizado o diagnóstico, mais fácil será de evitar que a enfermidade se agrave. Não deixe de agendar sua consulta pelo aplicativo da Sarar. Nós te ajudamos a encontrar os melhores especialistas pelo melhor custo x benefício!

O que esperar de uma consulta com psiquiatra?

Por muito tempo, as pessoas acreditavam no mito de que a consulta com psiquiatra era indicada para tratar indivíduos considerados “loucos”. Com o acesso à informação que temos nos dias de hoje, foi possível quebrar esse estigma e entender melhor de que forma esse especialista atua.

Assim, se você tem dúvidas sobre como será a primeira consulta, quando deve procurar um psiquiatra e quais transtornos são tratados por ele, acompanhe o post a seguir!

O que faz um médico psiquiatra?

Um médico especialista na área da psiquiatria cuida da saúde mental de seus pacientes. Ele é responsável por realizar o diagnóstico e cuidar de disfunções como:

Transtornos de ansiedade: transtorno obsessivo-compulsivo (TOC), síndrome do pânico, entre outros;
Depressão;
– Transtorno de bipolaridade;
– Transtornos alimentares: anorexia, bulimia e vigorexia;
– Esquizofrenia;
– Autismo;
– Síndrome de Burnout;
– Alzheimer;
– Déficit de atenção.

Ao identificar com precisão o problema enfrentado pelo paciente, o psiquiatra indicará o tipo de tratamento adequado a fim de resolvê-lo. Esse tratamento pode ser feito, geralmente, utilizando um destes três métodos:

– Tratamento farmacológico: em que são prescritos remédios;
– Tratamento psicoterapêutico: com o acompanhamento de um psicólogo;
– Tratamento combinado: em que é necessário unir o farmacológico e o psicoterapêutico para que se obtenha o resultado desejado.

Como é a primeira consulta com o psiquiatra?

Em primeiro lugar, o especialista irá perguntar o que levou o paciente a procurá-lo. Como as patologias tratadas pelo psiquiatra não são tão visíveis fisicamente, é preciso ser sincero e aberto para que o profissional consiga entender o quadro.

Além disso, o psiquiatra precisará investigar o histórico clínico do paciente. Para isso, poderão ser realizadas perguntas relacionadas aos seus hábitos, família, trabalho, relacionamentos pessoais e hobbies.

Ainda, é possível que sejam solicitados alguns exames físicos, pois, como se sabe, algumas doenças são fruto de desequilíbrios químicos no organismo. Os exames laboratoriais e de imagens mais indicados pelos psiquiatras são:

– dosagem de anticonvulsivantes no sangue;

– dosagem de hormônios;

– dosagem de lítio no sangue;

– eletrocardiograma;

– função hepática;

– função renal;

– glicemia de jejum;

– hemograma;

– ressonância nuclear magnética do cérebro;

– ultrassom;

– tomografia;

– testes neuropsicológicos.

Quando devo procurar por esse especialista?

Em alguns casos, pode ser que um outro profissional solicite o encaminhamento para um psiquiatra. Uma vez que algumas doenças podem apresentar sintomas físicos, como problemas digestivos, alteração de sono e falta de ar, por exemplo.

Assim, não é incomum que um clínico geral, pneumologista, neurologista, entre outros especialistas indiquem que o paciente procure um especialista em psiquiatria.

Além disso, o próprio paciente também pode ficar atento a alguns sintomas:

– Alterações de apetite: tanto a falta de vontade para se alimentar quanto o consumo de alimentos em excesso podem indicar algum problema emocional;
– Sono desregulado: quando há episódios recorrentes de insônia, por exemplo;
– Medos irracionais e excessivos que o impeçam de realizar simples tarefas cotidianas;
– Tensão muscular constante;
– Outros sintomas físicos como falta de ar, calafrios, arritmia, suor em excesso, náuseas.

Se você tem percebido alguns desses sintomas citados anteriormente, que tal agendar uma consulta com um psiquiatra? Não deixe de cuidar da sua saúde mental.

Nós podemos te ajudar, basta clicar aqui.

Dor no pulmão: o que pode ser e como agir quando sentir

É comum que muitas pessoas já tenham sentido algum tipo de desconforto ou dor no pulmão. Nem sempre essas dores podem indicar doenças graves, como câncer e pneumonia, entretanto, é sempre bom estar atento aos diferentes sintomas e procurar um médico se necessário.

Quer saber mais sobre as possíveis causas dessa dor e como agir quando sentir? Acompanhe a leitura desse post!

O que causa a dor no pulmão?

1. Crise de ansiedade

Um dos sintomas mais comuns ao se ter uma crise de ansiedade são as dores fortes no peito. Normalmente, essa sensação vem associada a outros sintomas, como dificuldade para respirar, tremores, aceleração dos batimentos cardíacos, calafrios e náuseas.

As crises de ansiedade geralmente ocorrem por conta de situações traumáticas ou de muito estresse. Assim, caso sinta esses sintomas com frequência, recomendamos que procure ajuda de um psiquiatra.

Fazer terapia e cuidar da saúde mental com o acompanhamento de um psicólogo também pode auxiliar bastante no controle das crises.

2. Pneumonia

Ocasionada pela infecção dos pulmões, a pneumonia é uma doença não contagiosa que pode derivar de uma simples gripe. Quando o paciente está com a imunidade baixa, bactérias podem penetrar o sistema respiratório com mais facilidade.

Consequentemente, há um acúmulo de secreções nos alvéolos, o que impede a entrada e saída de gases.

Entre os principais sintomas, estão a tosse com catarro, febre, dor no pulmão, fadiga e sensação de peito carregado. Para que a doença tenha um tratamento adequado, é preciso que um médico faça alguns exames, como a gasometria, a fim de obter um resultado preciso.

3. Pleurisia

A pleurisia ou pleurite nada mais é do que uma inflamação do tecido chamado pleura, o qual reveste os pulmões. Ela pode ser desencadeada pela gripe, pneumonia ou artrite reumatoide.

Portanto, ao sentir dores intensas no peito ao tossir e respirar, apresentar febre, pulso acelerado e fraqueza, procure um pneumologista ou clínico geral.

4. Embolia pulmonar

Causada pelo entupimento das artérias do pulmão, a embolia, também conhecida como trombose pulmonar, pode ser fatal se não tratada devidamente.

Isso porque a obstrução dessas veias impede que o sangue circule, causando a falência da área afetada.

Assim, é necessário atentar-se e procurar atendimento médico imediatamente caso sinta dor intensa na região torácica, falta de ar, pele e unhas azuladas, febre e tosse seca ou com sangue.

5. Asma

Acometendo mais de 20 milhões de pessoas em todo o território brasileiro, a asma é causada pela inflamação das vias aéreas. Diversos são os fatores que podem desencadeá-la, dentre eles, destacamos os ácaros, fungos, a poluição e fumaça de cigarros.

O paciente asmático pode sentir muita dificuldade para respirar, chiado no peito e tosse. Embora a doença não tenha cura, é possível conviver bem com ela. Para isso, o acompanhamento com o médico certo é essencial para avaliar o quadro clínico de cada paciente.

Como agir quando sentir dor no pulmão?

Ao sentir dores muito fortes ou até mesmo incessantes nos pulmões, é imprescindível a procura por ajuda médica e evitar se automedicar. Uma boa avaliação feita por um profissional pode evitar e prevenir muitos problemas futuros mais graves.

Essas dicas foram úteis para você? Então, não deixe de comentar e continuar acompanhando nossos posts!

Conheça as principais tendências da tecnologia na saúde

Com a pandemia e todas as restrições causadas pelo avanço do vírus, a tecnologia acelerou processos e quebrou de vez milhares de paradigmas. Nada mais será como antes depois do novo normal. Em todos os setores da economia, tudo mudou. Em especial, e, definitivamente, a tecnologia na saúde.

Prontuários e prescrições eletrônicos, sistemas de gestão médica, software para farmácias, startups. É uma grande revolução em curso, e quem não se adaptar corre o risco de fechar suas portas. De diagnósticos em tempo real a dispositivos que rastreiam e transmitem dados do paciente à distância. Saiba abaixo as tendências para os próximos anos:

Wearables e Data Insights

Os wearables prometem ajudar os profissionais da saúde a coletar uma grande quantidade de dados de um grupo cada vez maior e mais diversificado de usuários. Os dispositivos vão rastrear métricas como pressão arterial, níveis de glicose, fibrilação atrial, entre outras coisas.

Inteligência artificial

Das telas do cinema para a realidade. A inteligência artificial vai ajudar os pacientes a controlar seus cuidados, com ferramentas que incluem chats para ajuda rápida com pequenas doenças. Também poderão ser usado para desenvolver algoritmos que ajudam os oncologistas a oferecer informações detalhadas sobre leituras de biópsia. No futuro, segundo especialistas, os algoritmos vão interpretar múltiplas fontes de dados ao mesmo tempo.

Realidade virtual

Os cirurgiões poderão visualizar possíveis obstáculos antes de cirurgias complexas, sobrepondo dados de imagem e informações relevantes. As residências para idosos serão muito beneficiadas. A tecnologia vai ajudar os pacientes com a memória afetada. Imagens vívidas fornecidas por fones de ouvido também estão sendo usadas em hospitais como um modo de distração, evitando ou diminuindo o uso de analgésicos. Fones de ouvido vão ajudar os usuários a ter mais qualidade de vida e ativar a memória de pessoas com Alzheimer.

Telessaúde

Pacientes poderão receber uma consulta diante das câmeras sem o custo físico e financeiro da viagem. Com emergências de hospitais lotadas, as pessoas farão seus tratamentos remotamente, incluindo a comunicação com o médico. Fundamental para quem não pode sair de casa, quem mora em locais afastados ou rurais.

Internet de assuntos médicos

Vários dispositivos e aplicativos móveis que desempenham o rastreamento e prevenção de doenças crônicas para pacientes e seus médicos. Podem ser feitas medições médicas comuns, como temperatura da pele, nível de glicose e leituras de pressão arterial. O objetivo é fornecer comunicação consistente e eficaz com vários dispositivos, resolvendo o problema de conectividade.

Privacidade

A computação em nuvem pode tornar o armazenamento e a recuperação de dados muito mais eficiente. Mas a privacidade é fundamental na tecnologia de saúde. Cumprir todas as regras de confidencialidade será um grande desafio a ser enfrentado, pois ainda não é possível proteger totalmente os dados sigilosos de saúde e outros problemas físicos e mentais do paciente.

Livros contábeis digitais

Também chamados de Blockchain, permitem que os provedores de saúde distribuam registros de transações aos pacientes com segurança. Evita falsificações e economiza custos em gastos no rastreamento manual. No futuro, ajudará a lidar com informações sobre estudos clínicos e registros de pacientes.

Quando e como usar o atestado médico digital?

Uma tecnologia que veio para ficar é a do atestado médico digital. Esta é a mais nova forma de aplicar as facilidades da comunicação na área da saúde. Com a pandemia no Brasil, ela se transformou em uma forte aliada de todos os trabalhadores, e também das empresas.

Os certificados online podem ser fornecidos com segurança tanto para doenças leves que não requerem uma visita ao médico, como em casos mais graves, no caso de enfermidades contagiosas. No Brasil, pode ser validado tanto por médicos, quanto por odontólogos.

Isto porque os documentos em papel são facilmente extraviados, como danificados ou falsificados. E as organizações já não possuem mais espaço para manter tantos registros. A eliminação de pilhas e mais pilhas de papel é ambientalmente amigável.

A versão digital também oferece vantagens na gestão corporativa, fornecendo conselhos aos empregadores e apoiando a equipe de volta ao trabalho o mais rápido possível, eliminando os problemas administrativos.

Como usar o atestado médico digital?

Uma das vantagens do atestado médico digital, ainda mais em tempos de pandemia, é a agilidade no processo, podendo ser compartilhado entre os profissionais da saúde e copiado em nuvem.

Ao ser identificado com uma doença e após a consulta com o médico, você receberá um SMS ou um e-mail com um link. Na maioria das vezes, o desbloqueio é feito ao digitar sua data de nascimento. Ao clicar neste endereço será enviado o seu documento, comprovando a incapacidade temporária para o retorno ao trabalho.

Certifique-se sempre de que seu telefone celular esteja correto e atualizado com a instituição de saúde. Uma forma de segurança para que seus dados não sejam enviados para outras pessoas erroneamente.

Além disso, verifique também a conexão com a Internet ou teste o link em outro dispositivo. Em primeiro lugar, faça login usando o seu ID (abreviação de identificação) para verificar o atestado médico e encaminhá-lo ao seu empregador.

Você deve fazer isso no mesmo dia em que sua doença for confirmada pelo profissional de saúde. O RH da empresa será informado e poderá ler o certificado eletronicamente. Não é preciso apresentar nada em papel. Mas, caso seja necessário, solicite uma cópia impressa.

A importância dos dados corretos

Após a recuperação, no último dia da licença médica, você provavelmente receberá uma nova mensagem de SMS ou e-mail. A partir daí, os procedimentos são parecidos. Faça o login novamente, só que desta vez, com o objetivo de enviar o pedido de auxílio-doença. Se a licença médica for longa, a ação deverá ser feita mais vezes durante este período.

É importante que no aplicativo você possa fornecer informações corretas e responder perguntas relevantes, sobre antigas ausências certificadas, se tirou férias durante o período, permaneceu no exterior, etc. Antes de enviar a inscrição, todos os questionamentos devem ser preenchidos.

É bom lembrar que os certificados médicos digitais são válidos com exceções daqueles que, por vários motivos, não têm acesso para fazer login ou receberam a certificação de um hospital ou serviço especializado de saúde.

É bom saber que os links não expiram, não perdem validade, e podem ser novamente acessados quando necessários, sempre disponíveis após solicitação. Portanto, salve-o em seu celular ou mande-o para o seu e-mail. O atestado médico digital deve conter nome do paciente, CPF, data de emissão do documento e identificação do profissional.

5 ferramentas para clínicas que não podem faltar

A tecnologia veio pra ficar e vem mudando em definitivo a forma como a medicina é desenvolvida no Brasil. E se a internet antes era fundamental para a consolidação de qualquer negócio, agora é 100% determinante. Uma variedade de ferramentas para clínicas online estão disponíveis para ajudar o gestor de clínicas de saúde a promover os melhores serviços possíveis, gerando qualidade e produtividade.

Se você está no mercado, com certeza já deve ter ouvido falar de algum deles. Ou o que é melhor, terá de aplicá-las, mais cedo ou mais tarde. Um site otimizado é sinônimo de velocidade, e que carregue rápido, em especial no celular. Também precisa funcionar bem em todos os dispositivos móveis existentes (celular, desktop, tablet).

Velocidade faz toda a diferença. Um bom conteúdo também é importante, com muitas dicas para você ficar atento à sua saúde, fundamental nos dias de hoje, as melhores práticas, e assim por diante.

Mas, veja a seguir, outras ferramentas online muito úteis para as clínicas são!

1. Teleconsulta

Em situações de urgência, esse é um apoio decisivo, contribuindo para a prevenção, diagnóstico, monitoramento e tratamento de doenças, lesões e outras condições médicas.

O atendimento pode ser realizado à distância, ou seja, o médico e paciente não estão em contato físico. Uma facilidade para quem mora em regiões geográficas distantes ou com problemas de locomoção, otimizando tempo e custos.

2. Agendamento online

Nas plataformas online, a clínica se registra e cadastra perfis de cada profissional, com suas respectivas agendas, todos os horários disponíveis, etc.

Quando um paciente faz o agendamento pela internet, a empresa é avisada e confirma o atendimento via SMS. O aplicativo da Sarar oferece este serviço.

A grande vantagem de usar ferramentas assim é que além de auxiliar na gestão de tempo da clínica e na organização dos atendimentos, há uma maior chance de captar novos clientes.

3. Prontuário eletrônico

Prontuário Eletrônico do Paciente é uma tecnologia utilizada em instituições de saúde, no registro, armazenamento e controle digital das informações dos pacientes.

Especialistas afirmam que a ferramenta reduz erros, otimiza recursos e amplia a segurança. O registro pode ser constantemente atualizado com informações primordiais sobre dados e histórico de enfermidade dos pacientes.

4. CRM

Sigla usada para Customer Relationship Management (Gestão de Relacionamento com o cliente) e que auxilia nas vendas, marketing, atendimento e pontos de contato.

Um bom CRM ajuda a armazenar informações cruciais para o futuro do negócio, tais como nome, endereço, número de telefone de clientes atuais e potenciais. Também organiza as contas a pagar, incentivando as vendas.

5. Ferramenta financeira

Sem faturamento, nenhum negócio prospera. Cuidar das finanças é fundamental para a continuidade de qualquer empresa, e, para uma clínica, isto não difere em nada.

Uma ferramenta financeira eficiente cuida da entrada e da saída de dinheiro, das contas a pagar e das contas a receber. Ou seja, o controle de caixa.

Em tempos de crise, os erros precisam ser minimizados ao máximo. O controle do estoque também é importante. Todos os insumos precisam ser anotados, com identificação de registro de entrada e saída de materiais e outros medicamentos.

Como otimizar a gestão de tempo com agenda online para consultório?

Você já ouviu falar em agenda online para consultório? Essa funcionalidade sem dúvidas pode te proporcionar inúmeros benefícios.

Afinal, sabemos que a vida profissional de um médico pode ser uma verdadeira correria. São milhares de pacientes a serem tratados todos os dias, especialmente nos tempos atuais em que há uma grande pandemia em andamento. Assim, os hospitais e clínicas de saúde estão lotados, os profissionais de saúde estão sobrecarregados e o resultado disso é que o tempo significa economia sobre vários aspectos, incluindo salvar vidas.

Com isso, o gerenciamento das atividades diárias é fundamental. É possível dizer até mesmo que, quanto menos tempo o profissional de saúde gastar lidando com papéis e questões administrativas, além de telefonemas, mais tempo ele terá para focar especialmente na saúde e nos resultados dos tratamentos de seus pacientes, fator que proporcionará mais saúde e satisfação.

Mas será que você sabe como, de fato, economizar tempo com essas tarefas para otimizar sua rotina e obter resultados cada vez melhores? É aí que entra a importância da agenda online para consultório. Portanto, continue a leitura desse post para saber mais sobre esse assunto!

Importância da agenda online para consultório

agenda online
Importância da agenda online para consultório | Imagem: Freepik

Com o avanço da tecnologia e a necessidade de adaptação do serviço da área médica, atualmente já existem vários softwares que podem ser utilizados por médicos para que as consultas de seus pacientes sejam realizadas de forma eficaz. Inclusive, estudos já indicam que os clientes preferem marcar tudo online, eles mesmos fazem este gerenciamento.

O Sarar, por exemplo, oferece o agendamento online para clínicas. Nele os clientes conseguem agendar e falar, por meio da plataforma, com sua equipe, o que é uma excelente vantagem não somente para você, mas também para o paciente.

Além disso, se você fornecer acesso a um programador de consultas móvel, as pessoas poderão cancelar ou reagendar sem a necessidade de perder tempo em chamadas telefônicas.

Esse é sem dúvidas mais um grande benefício. Até porque, quando os pacientes precisam entrar em contato com a clínica por telefone para resolução de qualquer questão relacionada a sua consulta, esse contato necessariamente terá de acontecer em horário comercial. E quando eles têm a facilidade de resolver tudo através de um app, eles ficam livres para resolver suas questões pessoais fora do horário de trabalho, o que com certeza facilita bastante.

Bom, como podem ver, o eficiente é a fórmula do sucesso. Os tempos de espera precisam ser o mínimo possível para manter a satisfação de quem procura o serviço, aumentando assim as chances de satisfação.

Já para os profissionais de saúde, como provavelmente é seu caso, é necessário ocupar os turnos da manhã e da tarde. Se os blocos não forem preenchidos, o tempo poderá ser gasto com reuniões de equipe, por exemplo, ou a resolução de vários outros problemas administrativos.

O importante é não ficar parado. Isto se chama otimização. E para ficar por dentro da agenda e dos compromissos diários, o médico, o maior interessado, e toda a sua equipe, poderão acessar o diário online de qualquer dispositivo móvel e se preparar, evitando sempre aqueles imprevistos que podem tumultuar toda a rotina de trabalho.

Confirmação por e-mail

Existem clínicas que oferecem agendamento em tempo real, para o mesmo dia ou o dia seguinte, a qualquer hora e local com acesso à internet. Essa também é uma grande vantagem da agenda online para consultório. Afinal, o imediatismo é a palavra da vez. Mas, para obter melhores resultados, algumas medidas precisam ser tomadas.

Veja só: os compromissos podem ser lembrados com mensagens de texto por e-mail e enviados para os pacientes. E muito provavelmente o software médico escolhido oferecerá esta alternativa, para melhorar o fluxo de atendimentos, mantendo as consultas e um bom relacionamento com os pacientes.

Mas atenção: se sua política inclui a cobrança de uma taxa de cancelamento, tenha certeza de que essa informação esteja incluída em suas mensagens de notificação automatizadas. É bom para evitar confusão.

Evitando atrasos e faltas

Nada mais desconfortante para o consultório do que atrasos e faltas dos pacientes, não é mesmo? Esse tipo de situação gera prejuízo na certa. E para evitá-las o melhor a se fazer é criar uma lista de espera.

A plataforma médica ideal lança um alerta sobre aqueles clientes que precisam de atendimento, mas ainda não encontraram um espaço na agenda de seu médico de preferência.

Assim, eles poderão ser notificados sempre que surgir uma vaga de última hora decorrente de uma desistência para sinalizarem se desejam comparecer ou não. Sua equipe de colaboradores também será avisada, assim também haverá a possibilidade da clínica contatar diretamente com o cliente para oferecer o horário vago. Tal prática diminui as chances da não marcação de clientes nos horários que foram desmarcados e haverá uma redução considerável dos prejuízos.

Tempo de atendimento com a agenda online para consultório

Com o agendamento online o profissional de saúde pode gerir o seu próprio tempo, estipulando um tempo médio de atendimento para cada paciente (uma consulta nem muita rápida, nem muito longa), mantendo uma programação e um fluxo constante de clientes no consultório.

Além disto, o trabalho pode ser melhor distribuído para médicos que atendem a mesma especialidade dentro da clínica, por exemplo, dois ginecologistas. Desta forma, todos atuam de forma igualitária, ninguém fica com consultas a mais e outros a menos. Ou seja, todos ganham.

E aí, conseguiu compreender quais são os principais objetivos da agenda online para consultório e como ela pode contribuir para a otimização dos seus processos? Esperamos que sim.

E não se esqueça que através do app iMedicina você encontra diversas funcionalidades para te ajudar com uma rotina mais organizada e otimizada, além de um melhor relacionamento com o paciente. Clique aqui e conheça nossos serviços!

No mais, se quiser mais dicas sobre empreendedorismo e marketing médico, basta continuar acompanhando o nosso blog. Te esperamos por aqui nos próximos posts.

Conheça as vantagens do prontuário eletrônico!

Não é somente a telemedicina que vem transformando a forma de tratar a saúde de pessoas no mundo inteiro. A modernização do setor de saúde passa por várias e definitivas transformações visando economia de tempo, dinheiro e praticidade, como o prontuário eletrônico.

As mudanças são muitas, incluindo também os registros de dados dos pacientes. É o fim das pilhas de papel, disponível para apenas um profissional de cada vez, sujeito a caligrafia confusa, perdas, dificuldade de ser feita pesquisa por outros médicos, padronização, etc.

Os antigos prontuários estão ficando no passado, absolutamente em desuso, dando lugar para a modernidade. É a vez dos eletrônicos, que, entre tantos aspectos positivos, podem ser facilmente acessados, evitando erros, são mais práticos, completos e, o que é mais importante, ajudam a salvar cada vez mais vidas.

prontuário eletrônico

O Prontuário Eletrônico do Paciente (PEP), como é denominado, é, sem sombra de dúvida, a principal ferramenta de alta qualidade utilizada pelo médico em suas atividades diárias, utilizado no consultório, centro diagnóstico ou hospital. A tecnologia pode auxiliar no registro da história clínica e exame físico, bem como na solicitação de exames e prescrição.

Mas atenção! Os sistemas precisam ser seguros e devem adotar mecanismos de confidencialidade e integridade das informações. Para isto existe uma certificação digital específica para a adoção da tecnologia.

Com o intuito de estabelecer as normas, padrões e regulamentos para o PEP/RES no Brasil, o Conselho Federal de Medicina (CFM) e a Sociedade Brasileira de Informática em Saúde (SBIS) estabeleceram um convênio de cooperação técnico-científica, em vigência desde o ano de 2002.

Benefícios

De acordo com a análise de especialistas no assunto são várias as vantagens do prontuário eletrônico para a saúde e a medicina. Talvez a melhor delas seja a de colocar as informações disponíveis online, permitindo o acesso total, e não parcial, dos dados. Até porque a saúde de um paciente deve ser tratada de forma integral, com o acompanhamento de vários profissionais.

A comunicação rápida e imediata entre os profissionais é fundamental, pois permite uma avaliação geral de como anda a saúde da pessoa, facilitando o trabalho do médico que chega a um diagnóstico bem mais exato, e rápido.

O monitoramento das enfermidades, tratamento e sintomas é completo, independentemente do especialista consultado.

Imagine uma pessoa que tenha mais de uma doença ao mesmo tempo e que necessite de vários tratamentos. É preciso saber todo seu histórico de saúde, medicamentos tomados e cirurgias realizadas no passado, acompanhamento de tudo o que foi feito até os dias de hoje, e outros dados extremamente importantes tais como alergias, tipo de sangue, e muitos outros.

Os profissionais da saúde podem ter acesso a todas estas informações de qualquer lugar do país, utilizando a tecnologia. É a segurança do paciente que está em jogo, antes de mais nada.

Redução de erros

Quem já não se confundiu com a letra do médico ao ler as suas prescrições? Em se tratando de papel, os erros gerados por uma caligrafia confusa é bem fácil de acontecer, podendo resultar em dosagens ou remédios inadequados.

Com o prontuário eletrônico isto é mais difícil de acontecer. E outras: os dados do paciente podem ser rastreados por um longo período de tempo, é atemporal e ser acessado por vários outros provedores de saúde futuramente.

Mais vantagens do prontuário eletrônico

O profissional de saúde pode entrar em contato direto com a farmácia.

Um paciente poderá ter toda a sua evolução de tratamentos e da saúde padronizado, é para isto pode ser utilizado um gráfico eletrônico;

Segundo estudos do The American Journal of Medicine, os prontuários eletrônicos ajudam na economia do setor de saúde como um todo. Muitas despesas extras podem ser evitadas com medicamentos, eficiência no diagnóstico, etc;

Os registros de saúde podem ser constantemente atualizados, e os resumos clínicos enviados para os pacientes em poucos dias. Se for da conveniência dos familiares, eles também podem ter acesso e auxiliar no cuidado;

Em termos de tecnologia de ponta, os prontuários eletrônicos poderão fornecer outras tecnologias e facilidades importantes para o paciente em termos de informações adicionais tais como links para artigos, vídeos e imagens;

Por fim, além de todas essas vantagnes, o Prontuário Eletrônico ajuda a pesquisa clínica para fins epidemiológicos e estatísticos.

Atestado médico online tem a mesma validade do físico? Entenda!

A pandemia do coronavírus resultou em um aumento no mundo inteiro da necessidade de consultas médicas remotas e também de atestado médico online, já que mais pessoas ficam em casa e saem apenas para o essencial.

A transição para um serviço de telessaúde de amplo alcance para ajudar a interromper a disseminação do coronavírus e aliviar a pressão sobre os serviços de saúde já é fato.

Para evitar o aumento da disseminação da doença, muitos trabalhadores estão apresentando em suas empresas e para suas chefias um atestado médico online se não estiverem bem. E isto levanta a questão: estes documentos adquiridos por meio da tecnologia são válidos?

Vale ressaltar que o atestado médico é um documento que todo e qualquer trabalhador brasileiro tem direito. Sua principal finalidade é justificar afastamentos e faltas por motivo de saúde, sem com isso perder o salário mensal.

A emissão é regulamentada pela Resolução do Conselho Federal de Medicina – CFM 1.658/2002, e o fornecimento é sim um dever do médico, e direito de todo e qualquer trabalhador brasileiro.

atestado médico online
Os atestados poderão ser aceitos em meio digital

Requisitos básicos para o atestado médico online

Para quem vai adotar a tecnologia é preciso estar atento a alguns detalhes. Os atestados e receitas poderão ser aceitos em meio digital como smartphones, tablets, e-mail, plataformas de consulta virtual, WhatsApp, entre outros. A emissão não é igual ao do receituário habitual, que vem em papel, carimbo e assinatura física.

O médico on-line fará um histórico por meio de uma consulta por vídeo e uma avaliação da mesma forma que faria na clínica. Você pode baixar seu atestado médico imediatamente após a consulta e imprimi-lo quando desejar. Mas, algumas regras precisam ser seguidas para haver informações que permitam a rastreabilidade e assim maior segurança para pacientes, profissionais e empregadores.

No país, segundo informações importantes divulgadas no site do Ministério da Saúde, existe uma portaria específica (nº 4677, de 20 de março) que regulamenta o serviço de emissão de receitas e atestados médicos a distância.

Para o serviço ter realmente validade, só será aceita se constar o uso de assinatura eletrônica, através de chaves emitidas pela ICP-Brasil (Infraestrutura de Chaves Públicas Brasileira).

Além disso, o uso de dados associados à assinatura do médico deve ser feito de tal modo que qualquer modificação posterior possa ser futuramente detectável, além de observar os requisitos previstos em específico pelos atos da Agência de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Como funciona

Para obtê-lo, o profissional deverá escolher uma das 17 Autoridades Certificadoras (AC) credenciadas. As políticas de comercialização são próprias de cada empresa.

A AC informará o valor do certificado, as formas de pagamento, os equipamentos necessários e a documentação obrigatória para emissão. O uso de dados deverá estar associado à assinatura do médico (incluindo nome e CRM e dados do paciente), evitando a modificação de dados.

As certificações digitais têm validade jurídica nacional e devem atender às exigências legais. O médico on-line fará um histórico por meio de uma consulta por vídeo e uma avaliação da mesma forma que faria na clínica. Daí o paciente pode baixar imediatamente após a consulta e imprimir o atestado médico quando desejar.