fbpx

Quando e como usar o atestado médico digital?

Uma tecnologia que veio para ficar é a do atestado médico digital. Esta é a mais nova forma de aplicar as facilidades da comunicação na área da saúde. Com a pandemia no Brasil, ela se transformou em uma forte aliada de todos os trabalhadores, e também das empresas.

Os certificados online podem ser fornecidos com segurança tanto para doenças leves que não requerem uma visita ao médico, como em casos mais graves, no caso de enfermidades contagiosas. No Brasil, pode ser validado tanto por médicos, quanto por odontólogos.

Isto porque os documentos em papel são facilmente extraviados, como danificados ou falsificados. E as organizações já não possuem mais espaço para manter tantos registros. A eliminação de pilhas e mais pilhas de papel é ambientalmente amigável.

A versão digital também oferece vantagens na gestão corporativa, fornecendo conselhos aos empregadores e apoiando a equipe de volta ao trabalho o mais rápido possível, eliminando os problemas administrativos.

Como usar o atestado médico digital?

Uma das vantagens do atestado médico digital, ainda mais em tempos de pandemia, é a agilidade no processo, podendo ser compartilhado entre os profissionais da saúde e copiado em nuvem.

Ao ser identificado com uma doença e após a consulta com o médico, você receberá um SMS ou um e-mail com um link. Na maioria das vezes, o desbloqueio é feito ao digitar sua data de nascimento. Ao clicar neste endereço será enviado o seu documento, comprovando a incapacidade temporária para o retorno ao trabalho.

Certifique-se sempre de que seu telefone celular esteja correto e atualizado com a instituição de saúde. Uma forma de segurança para que seus dados não sejam enviados para outras pessoas erroneamente.

Além disso, verifique também a conexão com a Internet ou teste o link em outro dispositivo. Em primeiro lugar, faça login usando o seu ID (abreviação de identificação) para verificar o atestado médico e encaminhá-lo ao seu empregador.

Você deve fazer isso no mesmo dia em que sua doença for confirmada pelo profissional de saúde. O RH da empresa será informado e poderá ler o certificado eletronicamente. Não é preciso apresentar nada em papel. Mas, caso seja necessário, solicite uma cópia impressa.

A importância dos dados corretos

Após a recuperação, no último dia da licença médica, você provavelmente receberá uma nova mensagem de SMS ou e-mail. A partir daí, os procedimentos são parecidos. Faça o login novamente, só que desta vez, com o objetivo de enviar o pedido de auxílio-doença. Se a licença médica for longa, a ação deverá ser feita mais vezes durante este período.

É importante que no aplicativo você possa fornecer informações corretas e responder perguntas relevantes, sobre antigas ausências certificadas, se tirou férias durante o período, permaneceu no exterior, etc. Antes de enviar a inscrição, todos os questionamentos devem ser preenchidos.

É bom lembrar que os certificados médicos digitais são válidos com exceções daqueles que, por vários motivos, não têm acesso para fazer login ou receberam a certificação de um hospital ou serviço especializado de saúde.

É bom saber que os links não expiram, não perdem validade, e podem ser novamente acessados quando necessários, sempre disponíveis após solicitação. Portanto, salve-o em seu celular ou mande-o para o seu e-mail. O atestado médico digital deve conter nome do paciente, CPF, data de emissão do documento e identificação do profissional.

Relação médico paciente: quais são os pilares da boa relação

Como em qualquer relação, seja pessoal ou profissional, o respeito e a confiança são fundamentais na consolidação de grandes parcerias. Na relação médico paciente isto também não é diferente. Mas, quais são os pilares que fazem chegar a resultados positivos, com a promoção da saúde em primeiro lugar?

É preciso um diálogo aberto e honesto, pois este profissional da saúde saberá todo seu histórico médico já na primeira consulta. E também traços da sua personalidade, pontos fortes e fracos, bem como detalhes pessoais e da sua vida.

Quando existe uma boa comunicação, tudo flui naturalmente. A eficácia da conversa entre médico e paciente resulta em impactos positivos tais como melhora significativa da saúde, não somente a funcional, como a emocional também. Só assim o tratamento médico irá trazer bons resultados.

Habilidades técnicas e apoio na relação médico paciente

Nos Estados Unidos, a relação médico paciente tem levado alguns especialistas a estudar a questão. Por lá as conclusões são a de que, durante um tratamento, o profissional da saúde deve exercer claramente quatro funções básicas: ser tutor, especialista técnico, conselheiro e amigo. A American Medical Association e principais organizações, confirmam sim a necessidade de um relacionamento sólido.

Por mais pragmáticos que possam ser os profissionais da saúde, eles sabem da importância do apoio que deve ser dado ao enfermo no leito de um hospital, em um momento frágil, e não estar somente preocupado em desenvolver questões de competência clínica e habilidade. A dita compaixão.

Mas nem sempre isto ocorre. Tanto que casos de ações na justiça e outros processos são comuns tanto por lá como aqui. Estamos falando de divergências de opiniões, de tratamentos, personalidades, expectativas frustradas, etc.

E, com advento da tecnologia, muitos médicos sabem que as avaliações dos pacientes ganham relevância. Como consumidores eles comparam e avaliam a qualidade dos serviços que recebem.

Pergunte tudo

A relação médico paciente precisa ser bilateral para ser saudável, ou seja, para funcionar, é preciso que as partes assumam obrigações recíprocas, uma em face da outra. E, para que tudo funcione, são necessárias algumas regras.

Em primeiro lugar, procure credenciais do profissional que tratará de você, informações como especialidades, métodos utilizados para prestar seus serviços, resumo do histórico profissional e educacional, credibilidade e personalidade. Analise várias opiniões e não chegue a decisões precipitadas. O que funciona para um, pode muito bem não funcionar para outro.

E não esconda nada

Na consulta, nunca esconda informações ou minta para o seu médico. Fale abertamente sobre seus sintomas, quais medicamentos você toma e se está seguindo todas as prescrições. Forneça dados corretos e completos.

O consultório não é exatamente um local para deixar aflorar a timidez. Deixe ela do lado de fora da porta. Até porque com a internet, muitos se antecipam e acham que estão armados de informações seguras, o que não é verdade, algumas são imprecisas e não têm nada a ver com o seu caso.

Faça todas as perguntas possíveis sobre a sua enfermidade, detalhes do tratamento, procedimento programado ou cirurgia. Você não está pedindo nada demais, além da conta. Este é o seu direito.

E nunca se esqueça: seja gentil com o seu médico. Cumprimente-o com um sorriso, se possível. Gentileza e educação acima de tudo. Antes de sair do consultório, agradeça. E, siga a risca todas as determinações dadas a você pelo seu médico. Só assim o seu tratamento terá sucesso. E o relacionamento agradece.

Tabagismo: existe tratamento médico para parar de fumar?

O tabagismo é, sem sombra de dúvida, o maior vilão para a saúde e a qualidade de vida de qualquer pessoa. Um vício prejudicial e que pode levar à morte, causando uma série de doenças.

Segundo o INCA (Instituto Nacional de Câncer), o tabagismo surge como um dos inimigos das defesas do corpo e eleva a chance de adoecer, um perigo em tempos de pandemia e contágio da Covid-19. Isto porque o vício aumenta o risco de adoecer as vias aéreas. E o cigarro também está associado a doenças respiratórias como asma, enfisema pulmonar, bronquite crônica e doença pulmonar obstrutiva.

Mas, por que parar de fumar é tão difícil, já que a fumaça afeta todos os nossos órgãos, dentes, imunidade e autoestima?

Primeiro: a nicotina é altamente viciante. Segundo: a dependência não é apenas química, mas psicológica. E existem ainda os fatores que facilitam o consumo, como preço baixo, fácil acesso e não ser ilegal, podendo ser adquirido em qualquer lugar.

Medicamentos e outros dispositivos para fugir do tabagismo

Sem fórmulas mágicas, especialistas recomendam duas frentes importantes, que são os remédios e a terapia cognitivo-comportamental.

Antes de mais nada, o melhor tratamento para o tabagismo dependerá de fatores individuais tais como idade, gravidez ou amamentação, e condições médicas. Os principais remédios são:

Terapia de reposição de nicotina

Fornece um baixo nível de nicotina, sem o alcatrão, o monóxido de carbono e outros produtos químicos tóxicos presentes na fumaça do tabaco. Pode ser encontrada nas formas de adesivos (usados o tempo todo e alguns retirados à noite), inaladores, chicletes, sprays nasal (bucal), comprimidos e pastilhas. É só escolher.

Vareniclina

Se liga parcialmente ao receptor da nicotina, sendo capaz de, ao mesmo tempo, reduzir a intensidade do desejo pelo cigarro e diminuir os sintomas relacionados à abstinência do tabagismo.

Cloridrato de Bupropiona

Fármaco da classe dos antidepressivos atípicos, indicado para a dependência à nicotina. Age no sistema nervoso central aumentando a disponibilidade dos neurotransmissores noradrenalina e dopamina, que estão associados à sensação de bem-estar, influenciando no grau de dependência do paciente.

Cigarros eletrônicos: dispositivo que libera nicotina na forma de vapor. Permite inalar a substância sem a maioria dos efeitos nocivos do fumo, já pois não contém alcatrão ou monóxido de carbono.

Terapia

Porém, a medicação sozinha não traz o efeito esperado. A estratégia mais eficaz para parar com o tabagismo para sempre é combinar o fármaco com um programa que inclua o apoio de profissionais treinados para tratar a dependência do tabaco.

Muitos hospitais, empresas de saúde e empregadores oferecem este serviço importante de apoio. Os melhores e mais eficazes levam em consideração fatores como gatilhos, estilo de vida e tentativas anteriores para largar o vício.

Os melhores programas contam com metodologias específicas. Ao procurar ajuda, fique atento e escolha aqueles com ciência comprovada e abordagens clínicas bem específicas como aconselhamento, terapias comportamentais e consultas com um médico.

E, fazendo valer da tecnologia e consultas virtuais, opte também pelas mensagens de suporte por telefone, e-mail ou texto. Caso não funcione, recorra a grupos de suporte presenciais. O importante é parar de fumar o mais rápido possível.

Como incluir hábitos saudáveis no dia a dia?

Você já parou para pensar se leva uma vida saudável e de que forma seus hábitos saudáveis ou não, estão contribuindo para uma verdadeira qualidade de vida e longevidade? Pois saiba que é possível fazer pequenas adaptações e mudanças positivas no dia a dia.

É difícil quebrar hábitos ruins, mas decisões acertadas trazem bons resultados com o passar do tempo. Vale a pena o esforço. Existem algumas ideias rápidas, práticas e que não custam tanto dinheiro, possíveis de serem incorporadas na correria da semana.

Esportes

Use escadas, sempre!

Em casa ou no trabalho. Use as escadas sempre que possível, esse é uma ótima forma de incluir os hábitos saudáveis aos poucos no dia a dia. Pensando na saúde e já praticando um treino cardiovascular, suba e desça os degraus repetidamente. Comece com um número limitado de repetições e vá aumentando conforme for evoluindo nas repetições.

Faça uma caminhada

O tempo você decide, mas até mesmo algumas caminhadas são hábitos saudáveis muito úteis para a saúde cardiovascular. Vale dar um passeio ao redor do quarteirão de sua casa, ou se exercitar na hora do almoço durante o trabalho. A American Heart Association recomenda que você pratique exercícios moderados por pelo menos 150 minutos por semana para evitar visitas desagradáveis ao cardiologista.

De olho na criatividade

Faltou dinheiro para a academia? Pois saiba que é possível colocar a criatividade para funcionar. Use garrafas de vinho ou galão de água como pesos. As cadeiras de sua casa podem servir de pranchas e exercícios de mergulho. Sem desculpas para não ter hábitos saudáveis!

Refeições saudáveis

Beba água

A água ajuda a manter a temperatura normal, lubrificar e amortecer as articulações, proteger a medula espinhal e outros tecidos sensíveis. Também elimina os resíduos ao urinar, evacuar e por meio do suor. Ingerir H2O é um dos hábitos saudáveis mais importantes e é fundamental para manter o corpo funcionando da melhor maneira possível, sempre hidratado.

Alimentação balanceada

Uma alimentação saudável é um ponto crucial quando o assunto é hábitos saudáveis. A refeição diária deve iniciar com um café da manhã rico em fibras e proteínas, diminuindo o risco de diabetes e atuando de forma positiva na saúde cardíaca.

Inclua verduras e alface nas refeições, laticínios com baixo teor de gordura, grãos integrais, óleos saudáveis como abacate e azeite e adoçantes naturais. As frutas ajudam nos movimentos intestinais. Certifique-se, se possível, de que seu prato tenha proporções iguais de proteínas, minerais, vitaminas e carboidratos.

Planeje suas refeições a cada semana. Pense muito sobre o que vai comer no café da manhã, almoço e jantar todos os dias. Isto significa que você tem menos probabilidade de gastar dinheiro em restaurantes caros. Faça sua última alimentação pelo menos 3 horas antes de ir para a cama. Comer muito perto da hora de dormir pode levar a problemas de saúde ao longo da vida.

De olho na balança

Controle seu peso todas as semanas, sempre no mesmo dia e na mesma hora. Use a mesma quantidade de roupa para manter a consistência. Se os números da balança sinalizarem aumento, crie um plano de refeições mais saudáveis com a ajuda de seu nutricionista a fim de alcançar seus objetivos.

Saúde mental

Ler os livros certos nos torna mais inteligentes e mantém nossos cérebros afiados. Manter um diário é ótimo para sua saúde mental. Mantenha a TV, os tablets e os telefones celulares fora do quarto. Faça um esforço para dormir de 6 a 8 horas, no mínimo.

Se você tem problemas para cair no sono, evite cafeína no final da tarde.

Entenda a importância dos exercícios físicos para a saúde

As atividades físicas promovem vários benefícios para a saúde

Não é novidade para ninguém a importância dos exercícios físicos para a saúde. Quer alguns motivos? Praticar atividades físicas regularmente impulsiona o seu humor, melhora sua vida sexual, te dá mais energia e adiciona vários anos à sua vida.

Difícil mesmo ignorar tantos pontos positivos não é mesmo? Isto sem falar que pessoas de todas as faixas etárias se beneficiam, independentemente de idade, sexo ou capacidade física.

Mas quais são esses benefícios? Confira neste post!

5 benefícios de começar a fazer exercícios físicos

Entre tantos benefícios, separamos 5 para explicar a importância de fazer exercícios físicos. Veja a seguir.

1) Controle do peso com exercícios físicos

Quando você pratica atividade física, queima calorias. As idas regulares à academia são muito boas para a saúde, e qualquer quantidade de tempo para se exercitar todos os dias é muito válido.

Persistência é a palavra da vez. Faltou dinheiro para a academia? Uma caminhada ao redor de onde você mora, subir e descer escadas ou praticar ioga no tapete da sala já estão valendo.

2) Combate doenças

Permanecer ativo ajuda a prevenir doenças cardíacas, hipertensão, derrame, síndrome metabólica, pressão alta, diabetes tipo 2, depressão, ansiedade, vários tipos de câncer, artrite e melhora a função cognitiva;

3) Traz bom humor

Aatividade física estimula várias substâncias químicas cerebrais que podem deixá-lo mais feliz, relaxado e menos ansioso, aumentando sua confiança e melhorando a autoestima;

Exercício físico é bom para todas as idades

4) Aumenta a energia

Faltou ânimo e disposição para realizar as mais simples tarefas do dia a dia? A atividade física regular pode melhorar a força muscular e aumentar a resistência. O exercício fornece oxigênio e nutrientes aos tecidos;

5) Melhora o sono

O exercício promove um sono melhor, ajuda a adormecer mais rápido e profundamente. Mas não faça perto da hora de dormir, pois poderá deixar você mais agitado.

E mais: os exercícios podem ser divertidos, relaxam, deixam a gente mais feliz e podem ajudar a fazer novos amigos.

Como fazer exercícios físicos?

Assista a uma aula de dança, faça caminhadas ou participe de um time de futebol. Encontre uma atividade física de que goste e simplesmente faça. Os resultados aparecem com o passar do tempo.

Pratique pelo menos 150 minutos por semana de atividade aeróbica moderada ou 75 minutos por semana de atividade aeróbica vigorosa, ou uma combinação de atividade moderada e vigorosa.

As diretrizes sugerem que você distribua estes exercícios físicos ao longo da semana. Os exemplos incluem uma boa corrida, caminhada ao ar livre ou natação. Pequenas quantidades de atividade física são úteis, e a atividade acumulada ao longo do dia proporciona benefícios à saúde.

Lembre-se: antes de começar a se exercitar ou ir para uma academia, é importante tomar alguns cuidados. Antes de mais nada, consulte seu médico para iniciar um novo programa, especialmente se você tiver alguma dúvida sobre sua forma física.

Sessões de psicologia online são eficazes?

O atendimento de psicologia online também chegou ao divã em mais uma facilidade da tecnologia a serviço da saúde. Uma iniciativa positiva e que ajuda a atenuar os impactos do coronavírus na sociedade.

O atendimento online facilita o trabalho dos (as) psicólogos, muito necessário neste momento de pandemia, com implicações emocionais da quarentena e de aspectos comportamentais como a depressão devido ao isolamento.

A prestação de serviços psicológicos com o uso de tecnologias da informação e da comunicação é regulamentada pelo Conselho Federal de Psicologia por meio da Resolução nº 011/2018, que autoriza a oferta de serviços, além de aplicação de testes.

Desde então, os profissionais estão autorizados a usar plataformas virtuais — como Skype, WhatsApp e Hangouts — para atender seus pacientes. E sem restrição de assunto ou limite de tempo e sessões.

As sessões de psicologia online realmente funcionam?

Há quem veja vantagens com o serviço online, pois o usuário pode recorrer a mais esta facilidade quando estiver viajando ou morando em um lugar distante, em qualquer lugar e em horários flexíveis.

Facilita também, a vida de pessoas com dificuldades de locomoção, com algum tipo de deficiência ou por estarem acamadas, psicologicamente doentes ou aquelas que não podem sair de casa, pois são responsáveis por pessoas idosas ou crianças. Algumas sentem-se mais relaxadas e seguras estando em um ambiente familiar.

Embora algumas pessoas ainda não se sintam completamente seguras em fazer sessões de terapia remotamente, pode-se dizer que sim, elas são eficazes!

Porém, para isso, as sessões de psicologia online exigem cuidados especiais, entre eles:

  1. O Conselho Federal de Psicologia ressalta que é inadequado o atendimento online de casos onde é necessário intervenções por profissionais e equipes de forma presencial como, por exemplo, pessoas e grupos em situação de urgência e emergência.
  2. É vedado em situação de violação de direitos ou de violência;
  3. Os serviços psicológicos online oferecidos à pessoas com deficiência deverão respeitar as especificidades e adequação de métodos e instrumentos, conforme a legislação vigente.
  4. Em relação ao atendimento de crianças e adolescentes, o profissional deverá avaliar a sua viabilidade, e só será permitido com o consentimento expresso de ao menos um dos responsáveis legais;

Existem desvantagens?

Apesar dos benefícios, alguns psicólogos apontam ressalvas em relação à tecnologia, entre elas, a de perder a entonação da voz com que o paciente se expressa no atendimento por chats ou trocas de mensagens, da observação gestual ou comunicação interrompida repentinamente, atrapalhando o desenvolvimento da sessão.

Quais cuidados tomar antes de fazer uma sessão de psicologia online?

Antes de buscar por um atendimento de psicologia online, é preciso tomar algumas precauções:

  • Certificar-se de que ele está inscrito no Cadastro Nacional de Psicólogos, do CFP;
  • Apurar se existem queixas contra o aplicativo em sites de reclamações contra empresas, caso do Reclame Aqui e do Proteste;
  • Escolher uma plataforma que zele pelo sigilo dos dados do paciente;
  • Evite locais públicos, como cafés e bibliotecas e use computador ou celular pessoal;
  • De preferência, escolha uma boa operadora de internet, para que o sinal não fique caindo toda a hora, atrapalhando a comunicação entre o profissional e o paciente.

Por que você deve se consultar com um nutricionista?

Muitas pessoas só lembram da importância do nutricionista quando os números da balança avançam e bate o desespero na hora de perder peso. Pois este é um profissional que deve ser consultado com regularidade, e não somente em casos extremos, quando a saúde do corpo e a qualidade de vida estão afetados pelo excesso de quilos a mais.

Na prática, o nutricionista está habilitado a elaborar com todo o cuidado um planejamento alimentar capaz de suprir a necessidade de nutrientes que cada indivíduo, homem ou mulher, necessita para sobreviver.

A consulta é importante porque este profissional tem conhecimento apropriado e sabe exatamente tudo sobre as refeições que colocamos no prato e os efeitos produzidos no nosso organismo. Mas, para elaborar uma dieta, é preciso investigar o estado de saúde do paciente, estilo de vida e hábitos alimentares.

O que colocar no prato?

O nutricionista promove a educação alimentar, ensina como combinar os alimentos, o que deve ser priorizado e evitado. Ao paciente deve ser dado escolhas na hora de montar o cardápio (colorido, rico e diversificado), conforme as necessidades do dia a dia.

Antes disto é preciso fazer uma análise da saúde, incluindo medições de peso, altura, quantidade de gordura e massa muscular. E, ainda, exames de sangue e de urina. É bom lembrar que o profissional pode ser consultado em todas as fases da vida, e não somente na adulta, e a frequência varia de pessoa para pessoa.

O cardápio ideal é colorido, rico e diversificado

Benefícios para a saúde

Consultar um nutricionista para reeducar a alimentação traz diversos benefícios à saúde. Podemos citar como exemplo:

Viver mais e melhor: ter uma alimentação saudável significa uma expectativa de vida cada vez maior, diminuindo o risco de infartos, doenças crônicas, diabetes, hipertensão e o câncer. Nas crianças promove o crescimento saudável a fim de suprir as necessidades do cálcio e do ferro;

Excesso de peso: seguir as orientações do nutricionista pode eliminar a gordura extra e ensinar a comer direito;

Mais energia: o equilíbrio da alimentação torna a pessoa mais produtiva e dinâmica, com disposição e autoestima elevada. Até mesmo na hora de praticar esportes, pois o corpo responde com mais resultados, atingindo um melhor desempenho e condicionamento físico;

Saúde na terceira idade: com o envelhecimento, o organismo da pessoa idosa pode apresentar necessidade de ferro ou cálcio.

Mais vantagens

Uma alimentação adequada traz uma série de vantagens em várias etapas da nossa vida, do nascimento ao envelhecimento. Uma mulher grávida precisa de atenção especial, pois o estado nutricional materno pode interferir no crescimento e desenvolvimento do feto.

Os nutrientes são fundamentais para evitar o surgimento de doenças como obesidade, diabetes gestacional e má formação do feto.

Você sabia que

Segundo o Ministério da Saúde, 40% dos cânceres e 80% das doenças cardíacas, acidentes vasculares cerebrais e diabetes tipo II podem ser evitados a partir de uma dieta saudável;

Propriedades anti-inflamatórias dos alimentos promovem o aumento da resposta imune, fundamental na proteção contra infecções;

Pele com acne, queda de cabelo e unhas quebradiças podem ser sinal de deficiência nutricional. O acompanhamento do profissional e a alimentação balanceada podem atenuar, e bastante, o problema.

Como marcar consulta online? Veja o passo a passo!

Vivemos na época da agilidade onde praticamente tudo é feito de casa, na palma da mão e com alguns cliques (inclusive marcar consulta online), com a utilização da tecnologia. Fazemos várias atividades do cotidiano utilizando o celular e o computador. Se as facilidades existem, então vamos aproveitá-las.

As consultas com especialistas periodicamente são importantes e a saúde em tempos de pandemia realmente não pode esperar. E para marcar consulta online, outro grande advento da medicina em tempos modernos, é preciso ter em mente alguns detalhes bem importantes. Siga abaixo o passo a passo, sem medo de errar.

Dica: as consultas médicas virtuais, em muitas vezes, são ideais para problemas de saúde como congestão nasal, tosse, resfriado e erupções cutâneas; consultas ou terapia de saúde mental. Ou seja, é adequada para qualquer problema médico em que exames físicos não sejam tão necessários.

A consulta virtual pode ser acessada por um link

1. Decida pelo especialista

A primeira delas é a escolha da especialidade médica. Na dúvida, opte pelo clínico geral, que passará uma bateria de exames e encaminhará para o especialista.

Filtre por região e escolha uma forma de pagamento (opte pela modalidade de pagamento que estiver ao alcance do seu bolso, e que pode ser desde a popular até a particular, com reembolso). O custo da telemedicina pode variar de acordo com o tipo de consulta. Em caso de dúvida, fale com o seu plano de saúde para ver se há cobertura.

Para agendar a consulta, confira atentamente dias e horários dos atendimentos. Em alguns apps é possível deixar uma avaliação do trabalho realizado pelo profissional, destacando caraterísticas como pontualidade e atenção.

agendamento-online
Em caso de problemas, ligue, envie mensagens de texto

2. Se prepare para a consulta

Depois de escolher o profissional, o próximo passo é se preparar para a consulta. Certifique-se de que o seu plano de saúde (se você tiver) faça a cobertura em gastos com a telemedicina e como configurar a tecnologia.

Procure um lugar tranquilo para se comunicar com seu médico remotamente. Tenho em mãos os seus sintomas, histórico e medicamentos utilizados até o momento, quais funcionam e efeitos colaterais.

Antes de sentar na frente da tela do computador ou do celular é preciso configurar seu compromisso virtual. Alguns consultórios médicos têm portais de pacientes on-line onde é possível acessar os registros médicos, se corresponder com a equipe e solicitar consultas.

No caso de outros provedores, pode ser necessário ligar para o escritório para solicitar a consulta. Depois de configurar seu compromisso virtual, certifique-se de ter acesso à Internet para uma chamada de vídeo via computador, tablet ou smartphone.

Dicas importantes

* A consulta virtual pode ser acessada por um link, enviado por mensagem de texto ou e-mail, levando-o para a videoconferência. Outros podem exigir que você faça login no portal do paciente;

* Em caso de problemas, ligue, envie mensagens de texto ou e-mail para a equipe do consultório médico. É válido pedir mais orientações para ajudar a acessar a consulta virtual;

* Encontre um ambiente tranquilo com boa iluminação, evitando áreas barulhentas e escuras. Mantenha o foco no médico, preste atenção em tudo o que ele vai dizer e não tenha vergonha de tirar todas as suas dúvidas;

* Use fones de ouvido para manter a privacidade e, antes de mais nada, seja paciente. Se a tela congelar ou o áudio ficar lento, diga a eles educadamente e mantenha a calma. Se houver uma desconexão, combine para ver quem ligará primeiro.

A forma mais prática de marcar consulta online

No aplicativo Sarar você pode marcar consulta online sem burocracias e ainda, garante descontos de até 70% em consultas e exames sem pagar taxas ou mensalidades!

É só baixar o aplicativo, escolher o médico especialista mais próximo de você, agendar a consulta pelo app e pronto! Para saber mais é só clicar: sarar.com.br

Atestado médico online tem a mesma validade do físico? Entenda!

A pandemia do coronavírus resultou em um aumento no mundo inteiro da necessidade de consultas médicas remotas e também de atestado médico online, já que mais pessoas ficam em casa e saem apenas para o essencial.

A transição para um serviço de telessaúde de amplo alcance para ajudar a interromper a disseminação do coronavírus e aliviar a pressão sobre os serviços de saúde já é fato.

Para evitar o aumento da disseminação da doença, muitos trabalhadores estão apresentando em suas empresas e para suas chefias um atestado médico online se não estiverem bem. E isto levanta a questão: estes documentos adquiridos por meio da tecnologia são válidos?

Vale ressaltar que o atestado médico é um documento que todo e qualquer trabalhador brasileiro tem direito. Sua principal finalidade é justificar afastamentos e faltas por motivo de saúde, sem com isso perder o salário mensal.

A emissão é regulamentada pela Resolução do Conselho Federal de Medicina – CFM 1.658/2002, e o fornecimento é sim um dever do médico, e direito de todo e qualquer trabalhador brasileiro.

atestado médico online
Os atestados poderão ser aceitos em meio digital

Requisitos básicos para o atestado médico online

Para quem vai adotar a tecnologia é preciso estar atento a alguns detalhes. Os atestados e receitas poderão ser aceitos em meio digital como smartphones, tablets, e-mail, plataformas de consulta virtual, WhatsApp, entre outros. A emissão não é igual ao do receituário habitual, que vem em papel, carimbo e assinatura física.

O médico on-line fará um histórico por meio de uma consulta por vídeo e uma avaliação da mesma forma que faria na clínica. Você pode baixar seu atestado médico imediatamente após a consulta e imprimi-lo quando desejar. Mas, algumas regras precisam ser seguidas para haver informações que permitam a rastreabilidade e assim maior segurança para pacientes, profissionais e empregadores.

No país, segundo informações importantes divulgadas no site do Ministério da Saúde, existe uma portaria específica (nº 4677, de 20 de março) que regulamenta o serviço de emissão de receitas e atestados médicos a distância.

Para o serviço ter realmente validade, só será aceita se constar o uso de assinatura eletrônica, através de chaves emitidas pela ICP-Brasil (Infraestrutura de Chaves Públicas Brasileira).

Além disso, o uso de dados associados à assinatura do médico deve ser feito de tal modo que qualquer modificação posterior possa ser futuramente detectável, além de observar os requisitos previstos em específico pelos atos da Agência de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Como funciona

Para obtê-lo, o profissional deverá escolher uma das 17 Autoridades Certificadoras (AC) credenciadas. As políticas de comercialização são próprias de cada empresa.

A AC informará o valor do certificado, as formas de pagamento, os equipamentos necessários e a documentação obrigatória para emissão. O uso de dados deverá estar associado à assinatura do médico (incluindo nome e CRM e dados do paciente), evitando a modificação de dados.

As certificações digitais têm validade jurídica nacional e devem atender às exigências legais. O médico on-line fará um histórico por meio de uma consulta por vídeo e uma avaliação da mesma forma que faria na clínica. Daí o paciente pode baixar imediatamente após a consulta e imprimir o atestado médico quando desejar.

Quando se consultar com um dentista?

Por causa da correria do dia a dia deixamos de lado os cuidados preventivos de saúde até que um sintoma mais grave ou incômodo nos faz lembrar que é preciso fazer um check-up, de seis em seis meses, com um dentista.

Muitas pessoas costumam ignorar os pequenos problemas dentários. Mas são muitos os sinais de aviso de que a saúde da boca não vai nada bem. E os cuidados devem ser redobrados para quem sofre de enfermidades crônicas como diabetes.

As principais maneiras de manter uma boca saudável é escovar os dentes pelo menos duas vezes e utilizar cerdas macias, pois as mais duras podem machucar as gengivas. Use fio dental para limpar as partículas e enxágue a boca com flúor, pois ajuda a prevenir a cárie. As dentaduras precisam ser limpas todos os dias e retire-as quando dormir.

Sinais de que é hora de fazer uma visita ao dentista

O primeiro e o mais importante de todos é o sangramento

O surgimento de sangue na escova de dentes, na pia ou após passar o fio dental não é normal. Estes são sinais visíveis de que você está desenvolvendo uma doença na gengiva, também chamada de periodontal, uma infecção dos tecidos responsáveis por manter os dentes no lugar.

Quando não tratada, pode levar à perda óssea ao redor dos dentes e, eventualmente, à perda dentária. Fique atento para vermelhidão, inchaço, sensibilidade e secreção entre os dentes e as gengivas.

Boca seca, dentes soltos e deslocados

Para ter uma boca realmente saudável, ela precisa estar lubrificada pela saliva que lava as partículas de alimentos e neutraliza os ácidos produzidos pela placa.

Fique atento também a um ligeiro movimento ou espaços cada vez maiores entre os dentes e na maneira como eles se encaixam quando você morde algum alimento.

Choques, feridas e dor de dente

Além das aftas, que costumam ir e voltar constantemente, existem outras lesões orais que precisam ser tratadas, como por exemplo, o sapinho, que se manifesta como feridas brancas na língua, parte interna da bochecha, amígdalas ou céu da boca.

Pode parecer comum, mas dores de dente nunca devem ser ignoradas. A dor e a sensibilidade podem ter várias causas, incluindo cárie, abcesso, dente quebrado e obturação danificada. Se sentir dor ao morder, sensibilidade a alimentos ou bebidas quentes ou frias, consulte um dentista.

Dente quebrado ou lascado

Os dentes podem fraturar ou quebrar e isso geralmente acontece devido a um acidente ou lesão, mas também pode ser causado por mordidas em algo duro ou por cáries. Se o seu dente lascar, rachar ou quebrar, consulte um dentista o mais rápido possível, pois até será possível salvá-lo.

Atenção ainda para a sensibilidade dos dentes, pois podem se tornar hipersensíveis a alimentos e bebidas quentes ou frias quando sua camada protetora, o esmalte, é danificada ou desgastada.