fbpx
dicas sobre marketing médico

Marketing médico: o que é e como utilizá-lo

Marketing médico: o que é e como utilizá-lo

Você já ouviu falar em marketing médico? Pois bem, é sobre esse assunto que falaremos hoje!

Muitos médicos e especialistas da saúde utilizam o marketing como forma de divulgar seus respectivos trabalhos e promover determinados cuidados ao público. 

Infelizmente, algumas pessoas se enganam ao pensar que este método se trata de autopromoção ou algum tipo de prática antiética. 

Pelo contrário, o marketing médico possibilita o conhecimento, o suporte e o fomento de novos atendimentos. 

Se você deseja entender melhor sobre essa prática, acompanhe o post que preparamos para você!

O que é marketing médico?

marketing médico
Saiba tudo sobre marketing médico! | Imagem: Pixabay

Em síntese, o marketing médico se trata de várias ações que formulam uma visão sobre o trabalho de determinado profissional da saúde.

De maneira direta, o médico conquista novos pacientes através de seus conteúdos e táticas de conversão. Com isso, a sua cartela de pacientes crescerá juntamente com o seu faturamento.

Uma vez aplicadas tais técnicas, você poderá não apenas dobrar a quantidade de pacientes, mas também se destacar frente à concorrência e gerar mais credibilidade ao público.

Por se tratar da área da saúde, sua imagem e seu atendimento precisam ser referências no meio em que você atua.

Qual é a relevância do marketing médico?

Nesse sentido, podemos considerar o marketing médico como uma das alternativas feitas para atrair pessoas e, por consequência, futuros pacientes.

No entanto, levamos em conta que apenas o marketing não será o suficiente para garantir volume em seu consultório.

Outros pontos como: estrutura, funcionários, recepção, atendimento e resolução, também contam como critérios fundamentais.

E se mesmo com toda a estrutura você não consegue boas demandas, o marketing pode entrar para resolver este problema, e você irá entender isso mais à frente.

O seu paciente pesquisa sobre você na internet

Foi exatamente o que você leu: o seu paciente te procura na internet!

Se um paciente chegou até a sua mesa para que você o atenda, muitas etapas anteriores foram necessárias.

Considerando que a internet é altamente utilizada para embasamentos e referências, é muito provável que o seu paciente tenha procurado conteúdos sobre você, a fim de saber se a escolha que ele está fazendo é segura.

Se não sobre você, ele pode ter procurado informações sobre a clínica.

E considerando isso, é bastante importante que você mantenha sua referência no topo. 

Entenda como nos próximos parágrafos! 

Comece criando o seu marketing médico

Agora que você já entendeu a relevância do marketing médico, chegou o momento de aplicá-lo em sua rotina.

Para isso, separamos quatro opções de estratégias que você pode adotar em seu cotidiano:

  • Utilize as redes sociais: Sem dúvidas, as redes sociais podem ser definidas como os ambientes mais propícios para divulgar o seu trabalho. Criar conteúdos e interações com o público, certamente atrai novos pacientes para o seu atendimento.
  • Pesquise por redes exclusivas: Além das redes sociais convencionais, você também pode optar por plataformas específicas da área da saúde. Nelas, dúvidas entre pacientes e médicos podem ser esclarecidas ao mesmo tempo em que você divulga seu trabalho e conhecimento.
  • Aproveite o e-mail marketing: O e-mail marketing pode ser uma das alternativas utilizadas para manter o interesse de alguém que já conhece o seu conteúdo. Vale apostar em algumas plataformas exclusivas para essa função.
  • Garanta uma identidade visual: Se você deseja ser reconhecido com facilidade, crie sua própria identidade visual. Um consultório que a possui, pode ser facilmente usado como referência para converter novos pacientes.

O que não fazer no Marketing Médico

Ainda que tudo pareça ser muito fácil, vale considerar os cuidados que você precisa ter ao colocar suas táticas no mercado.

O marketing médico é uma atividade controlada pelo Conselho Federal de Medicina, e não pode ser realizada de qualquer modo.

Veja os tópicos de atenção:

  • Não atender outras especialidades que não se relacionem com a sua;
  • Não possuir envolvimento com propagandas enganosas;
  • Não exibir fotos ou vídeos de pacientes sem a devida permissão;
  • Não realizar consultas ou diagnósticos a distância.

De todos os modos, aconselha-se examinar cautelosamente todos os direitos e deveres dessa prática.

Conclusão

Agora que você conheceu mais sobre o marketing médico, está na hora de iniciar o seu!

Se este post foi útil para você, acompanhe novos assuntos em nosso blog com apenas um clique.

Até a próxima!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *