fbpx

Por que é importante ter um médico da família e como escolher um?

Acompanhar de perto todo o desenvolvimento do ser humano, do nascimento à melhor idade, passando por todas as etapas da vida. Resumidamente esta é a principal função de um médico da família. Cuidar da sua saúde e todos os aspectos que envolvem as enfermidades como sintomas, medicação, cirurgias. E a qualidade de vida.

Estes profissionais são treinados e capacitados para enfatizar a prevenção e o atendimento primário. E a gente sabe que, muitas vezes, é melhor evitar o problema a tratá-lo, diminuindo riscos desnecessários, além de sair mais em conta.

Motivos para ter um médico da família

Os médicos da família cuidam do paciente de uma forma integral, em todas as fases do ser humano, independentemente de idade ou sexo. A atenção inclui também aspectos físicos, mentais e emocionais.

Ou seja, este especialista conhece seu paciente a fundo, e não raro, acaba construindo um relacionamento de confiança e de muito afeto com toda a família. Para isto ele precisa estar atento, ouvir, analisar e documentar seu histórico de saúde. Isso o ajuda a entender você, tomar decisões acertadas e coerentes em tudo o diz respeito a seu corpo.

Este profissional também está preparado para uma série de desafios como diagnosticar e tratar doenças agudas e crônicas. Também está apto a fornecer exames de rotina, e, o que é melhor, dão ótimos e bons aconselhamentos sobre importantes mudanças no estilo de vida.

E, se por acaso, você precisar dos cuidados de outro profissional, ele não só vai encaminhá-lo como acompanhar bem de perto o seu tratamento. Vai achar não somente o ajuste certo, mas ajudar na escolha de um especialista em doenças cardíacas, câncer, e outros, e que se adapte às suas necessidades específicas, e personalidade.

Outros requisitos

É importante você saber. Um bom médico da família deve conhecer todos os tratamentos possíveis e as melhores tecnologias existentes no mercado. Ele vai criar um plano de tratamento pessoal muito baseado em questões sobre a saúde, histórico médico e estilo. Isto se chama ciclo de vida, ajudando a determinar possíveis fatores de risco.

Outra vantagem é tornar seus exames médicos mais precisos e eficientes, podendo ser a solução para a maioria dos problemas. O profissional também pode recomendar aconselhamento genético e oferecer um plano de rastreamento não só para você, mas também para outros membros da sua família.

Como escolher

Escolher um médico da família que tenha sintonia com as suas necessidades requer alguns cuidados. Em primeiro lugar, ele precisa atender todas as suas necessidades de saúde.

Um relacionamento sólido, e, principalmente contínuo, leva tempo, portanto, vá com calma. Não tenha pressa. Que tal agendar uma consulta e fazer todos os questionamentos possíveis, se possui plano de saúde, onde atende? Até porque, vai valer a pena.

Pesquisas confirmam: estes profissionais trazem melhores resultados gerais e menores taxas de mortalidade. E o ideal é fazer uma consulta pelo menos uma vez por ano, pois este profissional é uma fonte confiável de respostas.