fbpx

Telessaúde: quais são os benefícios para pacientes?

Iniciada dentro da classe média, a telessaúde é hoje uma das grandes auxiliares no atendimento à pacientes. Ela pode trazer muitos benefícios tanto para o corpo médico como para quem necessita deste tipo de prestação de serviço. Saiba mais a seguir do seu funcionamento e vantagens.

Entenda o que é telessaúde

A telessaúde é a prestação de serviço por profissionais da área médica de forma remota. O dispositivo usado para este atendimento varia entre a Internet (hoje o mais requisitado), telefone, via satélite, entre outros. 

Este tipo de prestação de serviço já é aceito e estimulado pela Organização Mundial de Saúde (OMS) desde 1997. Também foi regulamento pelo Conselho Federal de Medicina e o Ministério da Saúde o tornou oficial em 2017.

A princípio, a ideia era que os médicos trocassem conhecimento de forma mais rápida, sendo então chamado de ‘telemedicina‘. Em muitos países, por exemplo, cirurgias eram auxiliadas e guiadas por médicos à distância através de vídeos.

Quando a telessaúde pode ajudar bastante

A tecnologia no meio médico veio para auxiliar em diversos setores, e isso vale tanto para profissionais como pacientes. Temos um maior intercâmbio de informação e conhecimento entre os médicos e o acesso a métodos de tratamento e pesquisas agora é bem mais rápido.

E há ainda, muitas vantagens para os pacientes, veja alguma delas a seguir!

Atendimento rápido quando a distância é uma barreira

A distância, o trânsito ou a impossibilidade de transporte não são mais motivos para alguém não ter atendimento médico. Por meio da telessaúde é possível um diagnóstico em questões rápidas.

Possibilidade de consultar vários médicos para segunda opinião

Às vezes, consultar um especialista recomendado em sua área envolve translado aéreo e hospedagem para se obter o melhor atendimento. Com a telessaúde é possível então, uma conversa, mostrar exames e fazer uma avaliação prévia sem sair do caso.

Auxiliar atendimento de pacientes com dificuldade de locomoção

A teleconsulta é uma excelente alternativa em diversas comorbidades médicas. Por exemplo, há casos de pacientes que não podem se expor a bactérias ou ainda, pacientes que precisam de auxílio para caminhar.

Enfim, em muitos casos uma consulta de rotina pode ser feita no formato de telessaúde sem prejuízo.

Sem espera

Um dos maiores desestimulantes de uma visita ao consultório médico ainda é a espera. Isso porque pequenos atrasos em cada consulta (além dos atrasos do profissional de saúde e emergências) podem acumular mais de duas horas de aguardo. 

Este tipo de situação, o paciente da telessaúde não precisa suportar. Basta realizar o login em horário pré programado ou chamar quando necessitar em caso de emergências. 

Monitoramento remoto do paciente

Este tipo de prestação de serviço está se popularizando no Brasil e traz um diferencial incrível para pacientes em acompanhamento constante. Em vez de levar um paciente em estado grave ou com dificuldade de locomoção para o consultório e enfrentar diversos problemas ele pode ser atendido no conforto de sua casa. 

Logicamente haverá momentos em que o tele atendimento não será o suficiente. Contudo, os atendimentos constantes diminuem as visitas ao espaço físico. 

Da mesma forma corta o hiato entre o surgimento de um sintoma e a visita ao consultório. Desta forma, a piora de um quadro clínico pode ser evitada de pronto.

Quais são os prós e contras do anticoncepcional para a saúde?

O anticoncepcional deixou de ser apenas um método contraceptivo para se tornar um excelente auxiliar da mulher. Vendidos em todas as farmácias e distribuído gratuitamente em postos de saúde, pode evitar a gravidez e trazer outros benefícios. 

Confira alguns pontos importantes a serem levados em consideração no uso do anticoncepcional a seguir.

As vantagens de usar anticoncepcional

Os ginecologistas e clínicos gerais recomendam bastante o uso de anticoncepcional para mulheres que querem evitar uma gravidez indesejada. E apesar de ser um método contraceptivo popular em todo o mundo, este não é o único benefício do anticoncepcional.

A seguir, elencamos as principais vantagens. 

Pode escolher a data da sua menstruação 

Você pode iniciar a cartela quando desejar para ajustar ao seu calendário. Muitas mulheres iniciam o uso do anticoncepcional focando em não menstruar em uma viagem, por exemplo, ou estar menstruada em um evento esportivo no qual deseja participar. 

Poder não menstruar

Muitos dos leitores já ouviram por aí a frase “menstruação é saúde”. Um conceito antigo, vale explicar. A menstruação é saúde como sinal de que está tudo OK com o sistema reprodutor sem a gravidez. Contudo, ela não exibe nenhuma doença. 

Os médicos e a Organização Mundial de Saúde (OMS) já concordam hoje que a menstruação é opcional. Em outras palavras, a mulher menstrua se quiser. Existem no mercado anticoncepcionais focados em suspender o sangramento mensal com uso contínuo. 

Alívio da TPM

Com a dosagem certa de anticoncepcional, a TPM (tensão pré menstrual) pode ser tão suave a ponto da mulher não perceber a sua chegada. As cólicas costumam aliviar bastante ou sumirem por completo. Já as variações de humor são contornáveis ou ausentes.

Redução do fluxo menstrual

Para mulheres com sangramento intenso o anticoncepcional é indicado de pronto por ginecologistas. 

Regula o ciclo menstrual

O sangramento deve acontecer a cada 21 dias e durar no máximo sete. Em alguns casos dura mais e em outros há duas menstruações no mês. Os dois cenários podem ser considerados ‘normais’. Contudo, com o anticoncepcional existe a possibilidade de regular e tornar a vida da mulher mais previsível quanto à sua menstruação. 

Prevenção de algumas doenças ou tratamento

O anticoncepcional é indicado para controlar e tratar síndrome dos ovários policísticos. Porém, é importante lembrar que não são todos que possuem esta função. Portanto, é preciso consultar um médico para obter a receita e encontrar a melhor solução para cada caso. 

Além de tratar ovários policísticos, o anticoncepcional também é um importante aliado para reduzir a incidência de câncer de útero e de ovário. 

As desvantagens de usar anticoncepcional

  • Apesar de ter muitos pontos positivos e milhões de adeptas em todo o mundo, o anticoncepcional possui algumas desvantagens a serem levadas em consideração. São elas:
  • Podem surgir sangramentos no meio  da cartela – infelizmente sem aviso prévio;
  • Retenção de líquidos – um leve inchaço (não é em todas) que pode causar um aumento de peso. 
  • Não previne contra doenças sexualmente transmissíveis (ao contrário da camisinha);
  • Aumenta o risco de surgirem cálculos na vesícula biliar.

Há riscos ao tomar anticoncepcional por muito tempo?

Talvez você já tenha lido isso em algum lugar ou alguma amiga tenha te digo que o uso prolongado do anticoncepcional pode causar problemas. “Quando você quiser engravidar não conseguirá”, dizem alguns. Um grande erro.

Essa informação já foi verdadeira, mas lá na década de 80. Quando o anticoncepcional surgiu no mercado ele realmente era um ‘bomba hormonal’ de estrogênio e progesterona. 

As pílulas causavam alguns probleminhas uterinos e desregulam o organismo. Era comum mulheres com excesso de pêlo nas pernas e no buço, por exemplo, e com problemas para retornar a uma menstruação natural.

Mas tudo isso ficou no passado. A grande evolução da indústria de medicamentos trabalhou para tornar os anticoncepcionais aliados do universo feminino e eliminar a maior parte dos problemas encontrados ao longo dos anos. Podem ser ingeridos com segurança.