fbpx

Hanseníase: o que é, como identificar, prevenção e qual médico pode tratar

Antigamente conhecida como lepra, hanseníase (CID 10 – A30) é uma doença infecciosa e contagiosa que causam sintomas como: manchas na pele, formigamento, dormência nas extremidades e até mesmo sérias incapacidades físicas.

Mas você sabe o que é, de fato, a doença, como identificá-la, como previni-la e qual é a especialidade médica recomendada para tratá-la? É sobre isso que falaremos aqui. Confira abaixo!

O que é Hanseníase?

Como foi dito anteriormente, hanseníase trata-se de uma doença infeciosa e contagiosa causada pela bactéria Mycobacterium leprae. É considerada uma doença lenta, uma vez que pode levar até 20 anos para que os primeiros sintomas apareçam pelo corpo.

A hanseníase não é hereditária e a sua evolução pode variar de pessoa para pessoa, de acordo com as características imunológicas de cada um.

Embora a doença tenha cura, o diagnóstico precoce é essencial para o tratamento mais rápido e fácil.

Sintomas

A hanseníase pode causar sintomas mais brandos nos estágios iniciais e sintomas mais graves no seu estágio avançado. Confira abaixo alguns dos sintomas que pacientes infectados podem apresentar:

  • Sensação de formigamento;
  • Fisgadas ou dormências nas extremidades;
  • Manchas brancas ou avermelhadas na pele;
  • Perda da sensibilidade ao calor, frio, dor e/ou tato;
  • Perda da sensibilidade em áreas do corpo e da secreção de suor;
  • Nódulos e placas pelo corpo

Hanseníase avançada

  • Diminuição da força muscular;
  • Paralisia nas mãos e pés;
  • Encurtamento dos dedos;
  • Úlceras crônicas nos pés;
  • Cegueira;
  • Perda das sobrancelhas;
  • Edema (inchaço) no nariz e/ou orelhas

Diagnóstico

A forma de identificar a doença é inicialmente por meio de exames dermatológicos e neurológicos para identificar lesões ou áreas da pele que possuem alteração de sensibilidade e/ou comprometimento de nervos periféricos que possuem alterações sensitivas, motoras ou anatômicas.

Os exames solicitados pelos médicos para a confirmação da hanseníase são:

  • Exame baciloscópico de esfregaço cutâneo biópsia cutânea
  • Pesquisa do DNA da bactéria em fragmentos de tecido (PCR)
  • Pesquisa de anticorpos anti-PGL-1 no sangue (exame só disponível em laboratórios de pesquisa)

E as especialidades médicas que podem diagnosticar e tratar a hanseníase são: dermatologista, infectologista e clínico geral.

Prevenção

Quando se trata da prevenção da doença, os cuidados baseiam-se em medidas básicas de higiene (em especial a lavagem das mãos) e a aplicação da vacina BCG.

No brasil, a BCG está dentre as vacinas obrigatórias e é importante que a mesma seja dada assim que o bebê nasce. Caso isso não seja possível, ela deve ser ministrada no seu primeiro mês de vida.

E aí, conseguiu compreender do que se trata a hanseníase e quais são seus principais sintomas, diagnóstico e prevenção? Esperamos que sim! Caso tenha ficado com alguma dúvida referente a este assunto, basta comentar aqui que nós te esclarecemos.

Ah, e se você quiser marcar uma consulta com um especialista para avaliar o seu caso e diagnosticar se você está ou não com a doença, não deixe de conhecer o app Sarar. Através dele você terá acesso a diversos profissionais altamente capacitados com um excelente custo x benefício. Clique aqui e saiba mais!

Para mais informações a respeito de saúde e bem-estar, continue acompanhando o nosso blog. Te esperamos por aqui nos próximos posts.