fbpx

Inchaço nas pernas é normal? Saiba quando o inchaço é sinal de alerta!

O verão está chegando e nessa época do ano é muito comum que percebamos o inchaço nas pernas. A razão disso é que, com as temperaturas elevadas, os vasos sanguíneos acabam se dilatando e os líquidos que estão dentro dele acabam indo para fora e, se porventura o paciente estiver consumindo sal em excesso ou estiver no período menstrual, os efeitos podem ser ainda mais acentuados.

Há também outros motivos que podem ocasionar inchaço nas pernas, como: sobrepeso, ficar sentado por muitas horas no dia, final da gestação e TPM, motivos que por sinal não costumam gerar grandes complicações.

Todavia, as pernas inchadas podem também ser indícios de doenças, fazendo com que o paciente precise ficar atento à gravidade do sintoma e ao aparecimento de outras queixas. São doenças que causam inchaço nas pernas: varizes, trombose ou linfedema.

Criamos esse post para te ajudar a distinguir quando o inchaço nas pernas podem ser indícios de doenças e para te ajudar no alívio deste sintoma. Veja abaixo.

Quando o inchaço nas pernas pode ser preocupante?

Como foi dito anteriormente, há situações em que o inchaço nas pernas não apresentam grandes problemas e que podem ser contornados através de alguns cuidados diários (falaremos sobre isso adiante). Porém, se por acaso você estiver notando suas pernas inchadas acompanhada de algum dos outros sintomas da lista abaixo, recomendamos que você marque uma consulta com um profissional da saúde para averiguar a sua situação.

Veja quais são os principais sintomas das doenças que apresentam inchaço nas pernas:

  • Varizes: referem-se às varizes quando as veias estão distorcidas e dilatadas e, embora dolorosas, elas costumam ser benignas. Dentre os seus sintomas estão: dores nas pernas, vasos sanguíneos inchados na pele, descoloração ou escurecimento da pele, úlceras, inchaço nas pernas e pés, coceira, pernas pesadas ou sensação de formigamento.
  • Trombose: é conhecida como trombose a formação de coágulos sanguíneos em uma ou mais veias localizadas nos membros inferiores do corpo. É uma doença considerada grave que, quando não é diagnosticada e tratada corretamente, pode ser fatal. Dentre seus sintomas estão: dor nas pernas (principalmente nas panturrilhas), sensação de queimação na região afetada, mudanças na cor da pele (que pode ficar vermelha ou azul) e edema (inchaço) apenas na perna afetada.
  • Linfedema: é o inchaço na perna ou braço ocasionado pela obstrução do sistema linfático que pode causar sintomas como: inchaço nas pernas, braços ou escrotal, além de pele com aspecto de casca de laranja ou com pequenos crescimentos.

O que fazer para reduzir os incômodos das pernas inchadas?

Se você sofre com inchaço nas pernas, o primeiro passo que você deve descartar é se o sintoma está ou não acompanhado de um problema de saúde. Para isso, marque uma consulta médica e faça exames de rotina para averiguação do caso. Se a resposta for negativa, siga as nossas dicas abaixo e veja os incômodos serem reduzidos consideravelmente:

  1. Evite ficar longos períodos com as pernas inativas;
  2. Reduza o consumo de sal;
  3. Evite a exposição excessiva a ambientes muito quentes;
  4. Evite o uso de calças muito apertadas;
  5. Evite o uso de saltos muito altos e de sandálias rasteiras;
  6. Deixe o pé da cama levemente elevado;
  7. Hidrate-se corretamente;
  8. Faça sessões de drenagem linfática sempre que necessário;
  9. Faça atividades físicas regularmente;
  10. Aumente o consumo de frutas e verduras.

E aí, conseguiu compreender quando o inchaço nas pernas é sinal de alerta? Esperamos que sim! Caso você queira agendar uma consulta para verificar os seus sintomas, não deixe de conhecer o app Sarar. Por ele você tem acesso à especialistas médicos com preço acessível e com uma facilidade que você nunca viu. Clique aqui e saiba mais.

Ficou com alguma dúvida referente a este tema? Comente aqui que nós te esclarecemos. No mais, continue acompanhando o nosso blog para mais dicas de saúde e bem-estar. Até a próxima!