fbpx

Quando procurar um urologista?

O urologista é o médico responsável por cuidar do sistema reprodutor masculino e do sistema urinário de ambos os sexos. Este tipo de profissional oferece atendimento clínico para diferentes faixas etárias e necessidades. Sobre quando procurar um urologista e os sintomas alarmantes  você descobrirá a seguir. Confira!

Quando procurar uma consulta com um urologista  pela primeira vez?

Ao contrário do que muitos pensam, não é apenas na fase adulta que deve ser consultado por um urologista. As crianças, podem ser consultadas com este tipo de especialista da área médica, quando apresentarem alguma má formação ou inflamação no trato urinário. 

Portanto, a criança deve ser levada a um urologista quando apresentar as seguintes condições clínicas:

  • Fimose;
  • Testículos não descidos – os testículos nascem foram da bolsa testicular;
  • Alterações urinárias;
  • Infecções urinárias de repetição – recorrentes.

Nos casos citados acima, o atendimento pode acontecer quando a criança ainda é um bebê, com encaminhamento do próprio pediatra. 

Já na  adolescência, pode ser feito uma consulta com este tipo de profissional para exames de rotina. O médico possui nesta fase o papel de orientar sobre doenças, infecções e cuidados preventivos.

Quando a visita ao urologista deve ser obrigatória

Após os 45 anos a visita ao urologista começa a ser obrigatória. Faz parte do check up anual para exames de rotina e rastreamento de possíveis tumores de todos os homens, sem exceção. 

O câncer de próstata, é uma das doenças responsáveis por maior número de mortes do sexo masculino. Contudo, o tratamento aumenta em mais de 70% as chances de sobrevivência, quando diagnosticado precocemente. E esse diagnóstico só é possível em uma consulta de rotina. 

Quando fazer uma visita ao urologista de emergência?

O ideal é todos fazerem uma visita de rotina ao urologista para checagem. É durante essas consultas, que o médico analisa exames de sorologia e pode diagnosticar doenças em sua fase inicial. Acima de tudo, uma visita anual ao urologista é recomendada por todos os profissionais de saúde. 

Mas caso, você sinta uma mudança no trato urinário ou no sistema reprodutor subitamente, poderá marcar uma consulta de emergência com o médico especializado.  

É importante ir ao médico se o paciente sente os seguintes sintomas:

  • Dores ou ardência ao urinar;
  • Mudança na coloração da urina sem o uso de medicamentos. Alguns remédios podem alterar a cor da urina temporariamente;
  • Mal cheiro na urina;
  • Febre, acompanhando alguma alteração citada acima na urina;
  • Incontinência urinária;
  • Cólica renal;
  • Bexiga hiperativa, ou seja, quando a bexiga contrai mais do que o normal;
  • Dores no ato sexual;
  • Impotência sexual;
  • Sangramento na urina;
  • Dores lombares, pois elas podem significar cálculo renal;
  • Dificuldades na ejaculação;
  • Sangue na ejaculação;
  • Dificuldades com a ereção.

Você sabia que um urologista pode atender mulheres também?

Pouca gente sabe, mas um urologista pode atender mulheres também. Este tipo de profissional possui conhecimento  do sistema urinário masculino e feminino.

O que acontece, é que o sistema urinário feminino também é verificado em outras especialidades. Por exemplo, o ginecologista, cuida do sistema reprodutor feminino e do sistema urinário nos mesmos exames. Em suma, não se faz necessário procurar outro especialista para a mesma área.

Mas caso seja necessário, uma mulher pode  consultar com um urologista, sem problemas. O mais importante é não deixar de procurar um profissional da área de saúde, quando necessário.

Novembro azul: a saúde do homem em foco

Novembro é um mês de campanha de diversas entidades de saúde direcionadas à sociedade. O foco é a conscientização do público masculino sobre a importância de prevenir-se contra diversas doenças, principalmente o câncer de próstata, seja a prevenção ou  diagnóstico precoce.  Por isso, recebe a denominação de novembro azul. 

Saiba mais sobre essa campanha a seguir.

Como começou o novembro azul?

No período de 1 a 30 de novembro as entidades médicas e órgãos de saúde pública, incentivam o cuidado a saúde dos homens, quanto a prevenção de diversas doenças,  principalmente o câncer de próstata.

Esta campanha é mundial e sua origem é na Inglaterra. Começou em 2003 em um pub inglês (casa pública ou bar muito popular),  quando um grupo de homens resolveram deixar o bigode crescer para chamar a atenção das pessoas para o Dia Mundial de Combate ao Câncer de Próstata, celebrado em 17 de novembro.

Esta primeira ação chamou a atenção de todos na região. Logo, a Inglaterra se tornou o primeiro país a ter um ‘november’, como é chamada a campanha do novembro azul em inglês. Nos primeiros anos as mulheres usavam uma fita azul na roupa ou um bigode falso, com o objetivo de  apontar para a causa.

Qual o foco da campanha do novembro azul?

A ideia principal da campanha novembro azul, é conscientizar os homens, sobre a importância dos cuidados médicos regulares na prevenção de doenças. 

Um dos grandes problemas é que as pessoas do sexo masculino não vão ao médico rotineiramente para exames. Vão apenas quando há sintomas. 

Por preconceito social, muitos homens se negam a fazer o exame de próstata, tendo em vista o polêmico ‘toque retal’ para detectar tumores e anormalidades na próstata. 

Esta combinação de fatores, acaba tornando o câncer de próstata detectável apenas em estágio grave. Por este motivo ela é a segunda maior causa de morte entre os homens. 

Outros focos da novembro azul são:

  • Explicar o que é como cuidar do câncer de próstata;
  • Tentar modificar o preconceito diante do exame do toque;
  • Prevenção de doenças sexualmente transmissíveis;
  • Estimular a mudança de hábito entre os homens para prevenção de doenças;
  • Cuidados com doenças cardíacas silenciosas;
  • Incentivá-los a ir mais ao médico, não apenas quando os sintomas surgirem.

Como o novembro azul é celebrado no Brasil

No Brasil, a campanha começou com o Instituto Lado a Lado Pela Vida em parceria com a Sociedade Brasileira de Urologia, em 2008. Hoje somam-se mais de 2.500 ações ano a ano em todo o país, focadas no cuidado à saúde masculina.

As ações são diversas, desde divulgações em veículos de comunicação a serviços gratuitos. Onde muitas entidades oferecem consultas médicas e serviços básicos para os homens, como aferir a pressão e a medição de glicose, por exemplo. 

Contudo, as campanhas na mídia, são as grandes responsáveis por conscientização e um resultado real. Segundo dados do Ministério da Saúde, estima-se uma queda de mais de 7% das mortes por câncer de próstata a cada ano após o surgimento das ações para o novembro azul.